sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Quero o fim dos fins!

Eu nunca quero que as coisas acabem. Sabe aquele negócio de que um ciclo termina e começa outro? Pois é, me dá arrepios. Não que eu tenha medo de coisas novas, não! Pode vir, eu adoro! Mas égua precisava terminar as coisas anteriores e tao boas pra isso? Que merda!

Não gosto, mas tenho que aceitar. E demorei muito pra aprender que as coisas realmente terminam, que as pessoas mudam e que não dá pra voltar a ser como antes. Na verdade isso só aconteceu a alguns dias atrás, enquanto eu estava pensando na minha vida.

Eu meio que não aceitava que os ciclos terminassem. Tentava voltar atrás, fazer as mesmas coisas, sentir as mesmas coisas. Mas nunca dava certo. E eu continuava tentando. Droga, mas porque que aquilo que era tão bom, me deixava tão feliz não pode voltar? Depois eu entendi que eu não conseguia porque eu não tinha as mesmas pessoas em volta, o mesmo contexto, do mesmo jeito. Simplesmente não dava pra ser igual e eu quebrava a cara.

Acho que agora eu aprendi que termina. E mesmo que eu sinta muito falta de tantas coisas que já me foram essenciais, eu tento só lembrar dos ótimos momentos e tudo mais, porque esse negócio de querer que tudo seja como antes é uma grande perda de tempo, e talvez ainda aumente minhas saudades.

Agora vou curtir as coisas que estou vivendo ao máximo, para que depois eu tenha muito o que lembrar, e não fique tentando andar para trás. Isso pode ser até clichê, mas eu não sou caranguejo.

6 comentários:

Tary disse...

Anne! Que saudades daqui, você anda sumida, está tudo ok? :) Depois de ler seu post fiquei achando graça porque acabo de postar a respeito de etapas. Na verdade fiz um elogio a elas, mas admito que são complicadíssimas. Isso das coisas boas acabarem é terrível mesmo... são partes difíceis da vida. Por exemplo o colegial, que morro de saudades e acho bem melhor que a faculdade, mas só resta lembrar...
Faça isso mesmo, curta o presente, lembre com carinho do que passou!
Beijo :*****

Renan Mendes disse...

Já passei por isso, mas hoje nem faço tanto. Lembrar é menos doloroso do que tentar voltar e acabar se decepcionar.
Vê se não aparece de mês em mês por aqui, viu?

Catarina disse...

oi tudo bem ? adorei seu blog achei interativo e muito interessante to seguindo. Olha tenho um blog

http://kah-catarina.blogspot.com

quero saber se você esta interessado (a) em parceria? entra la comenta e nos segue..

também estou abrindo vagas para moderadores (as) , se tiver , vai la barra lateral e clica em ser moderadora, ai é so preencher o formulário, bjim

aguardo resposta!

qualquer dúvida meu e-mail é catarina_familia@hotmail.com

Mariana Lopes disse...

"Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar..."
Talvez certas coisas tenham que acabar para que outras comessem.

Vicky Doretto disse...

É isso aí... viva ao máximo *_*

bjus

Giovanna Alves disse...

Há quanto tempo não postavas!! Senti falta! ^^

Sabes que eu amo essas tuas reflexões, né? =)