segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Vinte anos de sorrisos, lágrimas e muito amor


Então você passa a vida inteira se atropelando com caminhos errados quando a pessoa certa está bem ao seu lado o tempo todo.

Um Dia conta a história de Emma Morley e Dexter Mayhew, dois jovens que se conhecem na noite de formatura e nem podem imaginar o modo como a vida deles estará entrelaçada pelos próximos vinte anos. A narrativa é construída a partir dos acontecimentos de cada aniversário do dia em que eles se conheceram e assim, a cada ano, vamos nos apegando e conhecendo mais e mais os personagens. O enredo é envolvente e divertido, mas tem vezes que bate uma aflição... O livro ganhou em 2011 uma adaptação para o cinema protagonizado por Anne Hathaway e Jim Sturgess (aqueles lindos!), mas eu ainda não assisti porque estava me segurando para ler o livro primeiro.


Dex e Em. Em e Dex. Um daqueles casais que a gente tem vontade de bater na cara deles e gritar "Acordem! Vocês foram feitos um para o outro!", mas eles não saem do campo confortável da grande amizade que eles construíram por insegurança dos dois lados. Os dois são bem diferentes um do outro. Dexter sempre foi aquele cara popular na faculdade, bonitão, charmoso, sempre parecendo uma estrela de cinema com um cigarro na boca e altas doses de álcool. Emma, no entanto, nunca foi muito notada, exceto pela sua inteligência. Ela se acha feia e gorda, mas na verdade não é nada disso. Ela é bonita, mas parece que tem vergonha e não aceita isso. Está sempre enfiada em livros e se formou com duas menções honrosas em seu diploma: inglês e história. Aquela clássica história de que os opostos se atraem. Neste caso eles não só se atraem como se completam. Nada está certo quando estão separados. Eles são melhores juntos.


Dex. Ai, Dex. Sou suspeitíssima para falar, mas já me apaixono só por ser interpretado pelo Jim Sturgess, meu queridinho desde Across The Universe. Imagine, então, ele junto com a Anne Hathaway, minha chará preferida e estupidamente talentosa. Certo, eu ainda não assisti, mas consigo imaginá-los perfeitamente, então conta, não?

Não pude deixar de me ver bastante em Emma. Toda a insegurança sobre o que fazer depois da universidade, tendo que encarar uma vida adulta e responsável pela frente, sem ter certeza do que quer fazer ou no que é boa realmente. Claro que eu ainda não me formei, ainda tenho pelo menos mais dois anos de graduação pela frente, mas mesmo assim já sinto um calafrio na espinha só de pensar no dia em que eu terei que encarar o mundo e dizer "É agora. Aja". Que desespero! Eu ainda não sei o que eu quero ser quando crescer. O que eu vou fazer com um diploma de Jornalismo em mãos e ainda com sonhos de ser bailarina-atriz-musicista-escritora? Só o futuro dirá.


Apesar de todo a identificação com Em e todo o charme de Dex (e Jim) eu digo com toda a fé que não, obrigada, eu não quero um Dexter Mayhew na minha vida. Não quero ter essa sensação de que a minha vida está sempre errada e, o pior de tudo, tendo a escolha certa ao meu lado e não conseguir vê-la. Não quero sempre andar por caminhos alternativos e evitar a via principal. Já avisei para as minhas amigas que se algum dia elas verem algo parecido com Dex e Em, Em e Dex na minha vida, existem duas opções: a) me matem logo de uma vez; b) nos peguem pelos ombros, do jeito que eu gostaria de fazer com Morley-Mayhew, sacudam e gritem "Acordem! Vocês foram feitos um para o outro!".

6 comentários:

Minne disse...

Eu tenho que ler esse livro urgentemente, vejo várias críticas positivas por inúmeros blogs e só estou esperando o dinheiro dar as caras pra tê-lo na minha pseudo-estante. Anne Hathaway, acho que virei fã dela depois que vi O Diário da Princesa, impossível não imaginá-la ao ler os livros dessa série, acho que foi perfeita pra o papel, aí depois veio O Diabo Veste Prada e me deixou ainda mais encantada pela criatura.
Estou com Across The Universe aqui em casa, na montanha de filmes que se acumularam durante 2011 doidos para serem assistidos e atrapalhados pela minha falta de tempo, mas sempre fui louca pra entender toda a paixão que as pessoas tem por esse filme e, se ocorrer, me apaixonar também.
"Toda a insegurança sobre o que fazer depois da universidade, tendo que encarar uma vida adulta e responsável pela frente, sem ter certeza do que quer fazer ou no que é boa realmente." Ok, essa sou eu, acho que estou encarando minha mais série e duradoura síndrome de Peter Pan, e não sei como sair dela, não no momento. A tua faculdade de jornalismo tá valendo a pena? Quer, dizer, você gosta do que faz por lá? Tá sendo proveitoso? Acho que jornalismo é minha primeira opção pra cursar na faculdade, mas ainda assim, estou com milhares de dúvidas na cabeça que, assim espero, passarão com o tempo e algumas decisões minhas.
E eu preciso assistir logo esse filme também, depois de ler o livro, é claro. E Jim Sturgess é muito fofo, ao menos em fotografia, por que mesmo que eu ainda não assisti nenhum filme com ele?

Ah, assista A Jovem Rainha Vitória, achei-o muito bom mesmo. :D Beijo!

Thamy disse...

Sim, eu conheço o enredo de cor, assisti o filme e li mil resenhas, mas cadê o livro para lê, cadê?

Beijão!

PS: You are very good with resenhas!

Renan Mendes disse...

Acreditas que tenho esse filme aqui há uma três semanas e ainda não assisti? Claro que tem a Anne no filme, mas ele ficou meio de lado com os outros filmes que eu tinha pra assistir. Mas depois de ler tua resenha-desabafo (rs), é agora que saio da internet e vou assistir. Quem sabe depois até escrevo um texto sobre isso...

Amanda Campelo disse...

Eu assisti o filme uma vez (inclusive foi o carinha do coment acima quem me passou)e confesso que ainda não assisti de novo porque ainda não tô preparada pra perder o tanto de lágrimas da primeira vez que assisti.
É uma linda história de amor. Também tive vontade de dar um tapa na cara deles dois a cada ano que passava.

Ana Carolina (Olivia) disse...

Bom, ainda nao tive como ler este livro, mas fiquei morrendo de vontade só de ver você falando dele. De fato Emma também me lembra um pouco a mim mesma, acho que de uma certa forma a todas nós que estamos ai querendo fazer tant coisa junta. :D
Acho que devias assistir "antes do amanhecer", penso que o romance/realidade vai te inspirar muito, assim como fez comigo.

Giovanna Alves disse...

Acabei de ler semana passada. Meldels!! Que perfeição!

E também pirei imaginando Jim e Anne interpretando. São lindos demais.

Já viste que o filme tá no cinema? Eu PRECISO ver já!