sexta-feira, 29 de junho de 2012

Uma dose de sonhos, por favor.



Ver a alegria mais pura de um pote de sorvete e risadas com os amigos. Sorrir como nunca ao se jogar no chão para brincar com filhotes de cachorro. Correr, dançar, pular, cantar. Tudo isso deveria ser livre, permitido, natural. Na verdade, ainda é, mas algumas pessoas tem a tendência de deixar isso de lado.

Por muito tempo eu acreditei que minha missão nesse mundo era fazer as pessoas lembrarem sempre de sonhar. De ver a beleza nas coisas mais simples, naquelas coisas que ficam escondidas com o turbilhão do mundo. Sendo missão ou não, o fato é que me abala profundamente ver as pessoas desistindo dos sonhos, desistindo da vida. Entregando tudo de bandeja como se não houvesse saída alguma.

Levante-se! Faça barulho! Acredite em si mesmo! Acredite que o mundo pode ser um lugar melhor, porque ele pode. Ah, mas a vida não está facilitando? Simples, não facilite pra vida também. Não dê o braço a torcer. Não faça da desistência algo natural e inevitável.

Faça um favor a mim e a si mesmo: não desista. Não simplesmente aceite os fatos como eles são. Corra atrás, sonhe, voe alto. Tenha um brilho inextinguível no olhar e carregue a magia consigo. Porque, sim, enquanto guardarmos momentos com amor e acreditarmos que a magia existe, ela existirá. Sempre.

É fácil ser otimista pelos outros, mas tente ser otimista por si mesmo. E lutaremos por um mundo em que sonhar seja o mesmo que viver.

---
Para finalizar, dois vídeos que me inspiram muito. O primeiro eu já gravei o nome há muitos anos e sempre que estou precisando eu vou lá assistir. Já o segundo eu vi a poucas horas e foi uma das inspirações para esse post.

1- A Knock at the Door
 

2 - Vídeo Promocional do canal Gloob

6 comentários:

Isadora Lourenço disse...

Porque tu consegues fazer as coisas mais bobas se tornarem as mais belas possíveis? Um texto irritantemente lindo. Como sempre.

Jeniffer Yara disse...

Hey, todas vezes que eu deixei de sonhar dizendo que isso era bobagem, que esperanças de dias melhores não são saudáveis, eu fiquei mal, e percebi que nasci assim, sonhadora, idealizadora, só precisava ter limites com minhas idealizações e agir mais a favor dos meus sonhos <3

Lindo texto Anne *O* Já escrevi a resenha de Marina, preciso postar umas duas resenhas antes dela, mas quero logo postar lá no blog minha opinião do livro <3

Beijos
Meu outro lado

Anônimo disse...

Nem todos os potes de sorvete do mundo seriam suficientes para matar a saudade que eu sempre sinto de ti. Obrigada por sempre me lembrar que sonhos são possíveis, e quando eu estiver saindo da linha, tens toda a permissão para me puxar pelas orelhas. Sua escritora linda!!
É a terceira vez que tento escrever esse comentaário.

Emilie S. disse...

ser otimista por si mesmo...é talvez eu tente =S
@blogabs | Blog Emilie Escreve

Jade Amorim disse...

Ah, acho que já falei sobre isso no blog. Concordo contigo em gênero, número e grau.
De que adianta desistirmos? Temos que lutar, viver um dia de cada vez, encarar um problema de cada vez. Quando formos ver, todos estarão superados!
Quanto ao anime, procure por esse nome (Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai) neste site aqui http://yokaianimes.com/verAnime.php .
Na minha opinião, um dos melhores lugares para se fazer download de anime que tem!

Beijos.

Giovanna Alves disse...

Hoje foi um dia tão triste. Publicaste esse post no dia 29 de junho, mas lê-lo hoje foi extremamente reconfortante.

Obrigada mais uma vez por ser tão inspiradora, Anne.