segunda-feira, 1 de março de 2010

Belém e suas peculiaridades


Belém é capital do estado e parece o ponto mais remoto do mundo. Imagina se não fosse.

Se você mora em Belém, você deve saber que mais de 70% da população jovem é pagodeira e/ou forrózeira e/ou bregueira. Se você não curtir nenhum desses estilos você já é considerado uma deslocada social. Mas tudo bem, você pode interagir com a galera underground/cult que gosta de coisas clássicas como bossa nova, beatles, rocks clássicos e coisas do tipo. Mas aí você é deslocada se não fumar/beber. Sem contar que aquela galera do pagodão e afins não diferencia estilos. Se você não for do estilo dele, você não é indie, punk, hype... nada. Você é emo. Todo mundo é emo nessa parada. Eu sou emo, e você?

Outra coisa: em Belém todo mundo se veste com o mesmo estilo, qualquer coisa fora dos padrões é uma grande anomalia. Uma meia-calça (até mesmo preta - imaginem uma colorida, ou uma arrastão) significa que você é retardada ou uma puta. Um vestido, digamos, mais retrô, com bolinhas e babados é igual a gala-sequisse. Por um simples óculos escuro de armação branca as pessoas te olham como se você fosse louca. Imagina então o que acontece quando você resolve sair de bota pela cidade? É, acostume com os olhares inquisidores ou ajuste-se aos padrões deles. Eu tô me acostumando aos olhares.

Minha cidade é assim. Por mais que seja a Metrópole da Amazônia é bem pacata e pequena. Todo mundo é conhecido de algum conhecido, você vê qualquer um na universidade e jura que já viu em algum lugar (deve ser primo daquela sua colega de sala ou algo do tipo), normal. E ô cidadezinha quente, hein. O pessoal do sul e sudeste reclamam do calor no verão, mas não sabem o que é viver no calor o ano inteiro. E com chuva todo santo dia. Chuva das 4h (aqui em Belém tem hora pra chover) e um sol de rachar, bem típico.
Mas sabe de uma coisa? Apesar de tudo isso, eu amo essa cidade linda. Sou apaixonada pelos seus cantinhos acolhedores, seu pôr-do-sol e seus túneis de mangueiras. Não nego que quero morar na Inglaterra, mas eu volto sempre aqui, podem apostar. Apesar de eu ser anormal só por andar com um laço no rabo-de-cavalo, eu amo muito tudo isso. E olha, se um dia vocês puderem (e quiserem), visitem Belém. Vale a pena, sério.

5 comentários:

Renan Mendes disse...

Cara, eu concordo contigo. Esse pessoal vive te olhando torto quando tu usas algo "fora dos padrões"...
Eu ainda nãoi me acostumei, mas vou tentar!

Bom texto.

Beijos.

Giovanna Alves disse...

Huahuahauhauhau... Disse tudo! Cara, eu cortei meu cabelo bem curto e virei uma anormal! Quando ponho um coletinho ou enfio o cadarço do All Star de um jeito diferente todo mundo olha duas vezes... ¬¬

Mas eu amo muito isso aqui! Amo mesmo! =)

Andrews Nycollas disse...

O_O' Eu pensei que me olhassem porque sou estiloso, putz! Sou só mais um anormal de Belém. (Y)

Aproposito: Eu tbm "Amo muito tudo isso" xD'

E tem bem porque, afinal, em que outro lugar eu saberia exatamente a hora que vai chover? Aonde mais eu poderia me esquivar da chuva - ainda que seja da "chuva de mangas"?
Em que buraco redondo e subverso desse planeta oval eu conheceria tanta gente e teria ao menos um amigo em comum- ou conhecido - com cada criatura vivente da cidade? Ein, onde, onde???

- Pois é, só nessa metrópole minuscula, circundada por água ^^

PS: To de rabo de cavalo agora, não tão grande quanto o seu - não to dizendo que você tem um rabão O_O'² Meu Deus trocadilho infame. shit, I'm so sorry .-.

De mais, gostei pacas, apesar de ter achado seu senso de reclusão meio que EMO! *o que me fa pensar, será que tbm sou um de vocês? O_O'³

Thamy disse...

hHahaha Anne Biah, eu ri muito.

Se um dia eu puder, vou a Bélem, mas para conhecer a anormal que usa lenço no rabo-de-cavelo.
Beijo

Mila McRad disse...

Eu ri horrores!!!!
O pior eh ser obrigado a ouvir brega,pagode e/ou forro no ultimo volume por todo lugar onde a gente passa.E esse pessoal cult que eh sempre mais legal por ter mais coisas em comum seriam mais legais se nao fossemmovidos a alcool e cigarros.Todo mundo tambem me olha como se eu fosse uma anormal porque ando com uns penteados diferentes e personalizo meu allstar e sou taxada de emo super normal.Tem que ter muita coragem para ser diferente em Belem